Palestra Gratuita: “As origens da filosofia da modernidade japonesa. uma análise da obra do jovem Kitaro Nishida”

Palestra Gratuita:
“As origens da filosofia da modernidade japonesa. uma análise da obra do jovem Kitaro Nishida”
Ministrada pelo Rev. Prof. Joaquim Monteiro,
doutorado em Estudos Budistas pela Universidade Soto Zen Budista de Komazawa, Japão

Aberta a todos os interessados na filosofia japonesa e/ou filosofia budista.

Kitaro Nishida (fonte: Wikimedia)

A “Escola de Quioto” – iniciada por Kitaro Nishida (1870-1945), que é considerado por muitos o mais importante filósofo da modernidade japonesa – não só estabeleceu o ponto de partida da filosofia na modernidade japonesa, como também definiu os contornos principais daquilo que pode ser chamado “o discurso filosófico da modernidade japonesa”.

Ao descrever o tema da palestra e os questionamentos que serão abordados, o Prof. Monteiro explica, “Acredito que Nishida buscou fundamentar uma ontologia através de seu conceito de “experiência pura” e que essa ontologia visava em última instância fundamentar uma nova forma de ser da religião frente aos desafios da modernidade.”

“No entanto, em que pese o caráter aparentemente atraente desse projeto, será que Nishida conseguiu “superar a metafísica” (esse terrível fantasma heideggeriano)e a ontologia tradicional? Será que esse fundamento na imediatez da experiência terá conduzido à superação das ontologias substancialistas ou re-introduzido mais uma ontologia de forma subliminar? Será esse caráter imediato da “experiência direta” alguma garantia contra a formulação de uma ontologia que além de ingênua, acontece de ser dogmática?”

“Nishida é frequentemente considerado um filósofo budista, ou um “Filósofo Zen-budista”. É certo que ele praticou o Zazen até os 35 anos de idade e que esta experiência influenciou de forma decisiva a obra em pauta na discussão de hoje. No entanto, será correto considera-lo como um filósofo budista? Será o conteúdo teórico da presente obra idêntico à perspectiva filosófica budista que pressupõe conceitos como a “originação dependente” e o “vazio do ãtman”?”

O texto que servirá de base para esta palestra é o primeiro capítulo (A Experiência Pura) da primeira secção do livro Um Estudo sobre o Bem (Zen no Kenkyu).

– fazer download do Um Estudo sobre o Bem (Zen no Kenkyu): Parte I – Capítulo 1
– fazer download de Um Estudo sobre o Bem (Zen no Kenkyu): Parte II – Capítulo 10

Quando: 11 de agosto às 20 hs.

Local: Dojô Porto Alegre Aikikai da Associação RS Aikikai
Av. Cristóvão Colombo, 378 (ver como chegar)
Bairro Floresta (em frente ao Shopping Total) – Porto Alegre, RS

Organização: Sanga Águas da Compaixão
Co-ordenação: Monja Isshin Havens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: