Textos de Mestre Dogen (15)

Gakudo Yojin-shu
Pontos a observar no Estudo do Caminho

Introdução por Monja Coen e Parte 1. A necessidade de despertar para a Mente-Bodhi
Parte 2: A necessidade de treinar ao encontrar o Verdadeiro Darma
Parte 3: A necessidade de penetrar o Caminho através da prática constante
Parte 4: A necessidade da prática não egoísta do Caminho ou “Não pratique os ensinamentos de Buda com a idéia de ganho”
Parte 5: A necessidade de procurar um verdadeiro Mestre
Parte 6: O que você deve saber para a prática do Zen
Parte 7. A necessidade do treinamento Zen na prática do Darma de Buda

8. A conduta do monge Zen

Desde o tempo do Buda, vinte e oito ancestrais da Índia, e os seis da China[1] transmitiram diretamente o verdadeiro Darma, não acrescentando nada, nem mesmo um fio de cabelo, nem permitindo que uma simples partícula de pó penetrasse o Darma. Com a transmissão da okesa para Daikan Eno (Hui-neng), o Budismo se espalhou pelo mundo e o tesouro do Verdadeiro Darma do Tathagata[2] atualmente floresce na China. É impossível perceber o que é o Darma Verdadeiro através da imaginação ou de pensamentos. Aqueles que penetram o Caminho abandonam as idéias sobre o mesmo e não se importam mais com a fama, pois transcendem a mente comum.

Daikan Eno (Hui-neng) perdeu sua face quanto treinava no Monte Obai (Huang-mei). Eka (Hui-ko)[3] mostrou a seriedade de suas intenções cortando fora o próprio braço em frente à caverna de Bodidarma, atingindo a medula e transformando a mente deludida em mente iluminada. Mais tarde,  prostrou-se em frente a Bodidarma com profundo respeito.. Dessa forma ele alcançou a liberdade absoluta, vivenciando o não-corpo-não-mente, desapegado, ilimitado, em contínuo movimento.

Um monge perguntou à Joshu (Chão-chou)[4], “O cachorro tem natureza Buda?”[5] Joshu respondeu: “Mu”[6]. Como que “Mu” pode ser medido se não há nada para pegar, apenas para abandonar? Sugiro que tente ir em frente! Faça a si mesmo essas perguntas: O que são corpo e mente? O que vem a ser conduta Zen? O que são nascimento e morte? O que é Budismo? Quais são as ocupações do mundo? E, o que são, essencialmente, montanhas, rios, terra, seres humanos, animais e casas?

Se continuarem estas perguntas, o movimento e a quietude, não aparecerão claramente. Entretanto, isto não significa inflexibilidade. Infelizmente, poucas pessoas o percebem e a maioria sofre delusões. Praticantes Zen, podem percebê-lo tendo treinado por algum tempo. Portanto, é minha sincera esperança que vocês não parem de treinar mesmo após terem se tornado completamente iluminados.


[1] As vinte e oito gerações na Índia começam com o chefe dos discípulos da Buda. Mahakasyapa (Makakasho em japonês) e vão até Bodidarma. As seis gerações na China são, em ordem cronológica, Bodidarma, Taiso Eka (Hui-ko), Kanchi Sôsan, Daii Dôshin, Daiman Kônin e Daikan Enô Seng-ts’na, Tão-hsin, Hung-jen e Hui-neng (em japonês: Bodaidaruma, Taiso Eka, Sosan, Doshin, Konin e Eno).

 

[2] Tathagata – um dos epítetos de Buda, literalmente “aquele que vem e vai do assim como é.”

[3] Eka – 487 a 593 – Segundo Ancestral da China.  Sucessor de Bodhidharma, o qual encontrou aos 40 anos de idade. Seis anos mais tarde recebeu a transmissão do Darma.

[4] Joshu Jushin – 778 a 897 – Discípulo de Nansen, tornou-se monge quando ainda era criança e é considerado um dos grandes mestres Zen, Um de seus casos mais famosos é o koan “Mu”.

[5] Natureza Buda – O potencial para realizar iluminação, inato em todas as coisas. Literalmente, natureza iluminada.

[6] Mu – Literalmente uma negativa, em japonês. Corresponde ao “Wu” chinês.
(a continuar)

Tradução: Grupo de Estudos do Templo Busshinji, revisada pela Monja Coen,
baseada nas versões em inglês nos livros:
Zen is Eternal Life, de Rôshi Jiyu Kennett,
Moon in a Dewdrop, editado por Kazuaki Tanahashi
Zen Master Dogen, An introduction with selected writings, de Prof. Yuho Yokoi e Daisen Victoria

Anúncios

Uma resposta to “Textos de Mestre Dogen (15)”

  1. Textos de Mestre Dogen (16) « Sanga Soto Zen Budista Águas da Compaixão 慈水禅堂 Ji Sui Zendô Says:

    […] Introdução por Monja Coen e Parte 1. A necessidade de despertar para a Mente-Bodhi Parte 2: A necessidade de treinar ao encontrar o Verdadeiro Darma Parte 3: A necessidade de penetrar o Caminho através da prática constante Parte 4: A necessidade da prática não egoísta do Caminho ou “Não pratique os ensinamentos de Buda com a idéia de ganho” Parte 5: A necessidade de procurar um verdadeiro Mestre Parte 6: O que você deve saber para a prática do Zen Parte 7. A necessidade do treinamento Zen na prática do Darma de Buda Parte 8: A conduta do monge Zen […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: