Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun) – 3

Refeição como Disciplina Espiritual
Lições do Tenzo Kyôkun – 3
por Tatsuzen Satô
Prof. da Faculdade Junior Ikuei, Japão

Texto introdutório: Repensando o Alimento
Parte 1: O Caminho do homem que cozinha
Parte 2: Os Efeitos espirituais do cozinhar

(3) Lavando o Arroz, Lavando o Coração.

Quando valorizamos o nosso trabalho, tudo fica simples e fácil. Se temos a atitude correta o trabalho é purificado. A manifestação da plenitude torna-se visível. Quando repetimos todos os dias o mesmo trabalho, começamos a trabalhar automaticamente, com o pensamento em outro lugar. Nada é simples. é preciso ter atenção no trabalho, porque ele é um reflexo de humanidade e consideração.

Vamos ver a situação de servir o chá. Como é explicado no “Nichijô Sahanji”, o ato de servir o chá está conectado à nossa vida diária. Embora existam vários tipos de chá, várias quantidades a serem servidas, diferentes horários, o sentimento de receber o chá é incalculável. É preciso se empenhar para realizar esta tarefa. Por outro lado, há situações em que este trabalho fica difícil. São necessárias várias tentativas e erros.

Isto é comum ao se lavar o arroz, embora este trabalho pareça simples. Medir a quantidade do arroz, colocar água, lavar os grãos parece fácil e monótono. Entretanto, se temos pressa, fica difícil lavar bem o arroz. Se não tomarmos cuidado, podemos deixar uma pequena sujeira passar ou o arroz pode acabar sendo jogado fora junto com a água. Depois de lavado, ajustamos o volume de água necessário para ele cozinhar. A quantidade de água influencia no gosto da comida. Devemos levar em conta a procedência dos ingredientes para poder fazer os ajustes. Se estes pontos forem esquecidos não será possível transmitir felicidade para a pessoa que recebe a comida.

Em outras palavras, o arroz possui vida. O mesmo valor tem os outros ingredientes, nada deve ser desperdiçado. Desta maneira o “tenzo” executa seu trabalho centralizado na pessoa que vai receber a comida. Não é porque o trabalho é simples que iremos trabalhar com negligência. Devemos ficar atentos não apenas com a sujeira, mas também com os grãos colados nela. Quando lavamos o arroz, devemos concentrar nosso coração-mente. Neste ponto, a unidade entre o trabalho e a pessoa se manifesta. Embora não exista a vontade de praticar, deve-se buscar este estado de unidade.

Se não existir esta relação entre a pessoa e o trabalho, quando jogarmos alguma coisa fora, ou quebrarmos algum objeto, não sentiremos nada. Mas se existir esta unidade, sentiremos dor se acontecer uma destas coisas. Chamamos de “etiqueta do arroz” o poder usar todo este potencial. Este tipo de coração é muito importante nesta época de abundância.

Lavar o arroz não é simplesmente lava-lo com água. A pessoa que lava deve checar o coração. O que faz deste trabalho uma prática budista é o esforço e a atitude empregados. Em todos os dias, nossa única preocupação, deveria ser guardar esta verdade dentro de nossos corações.

– adaptado de um artigo publicada na revista Caminho Zen, Vol. 10, No. 3 – 2005

Continuar lendo:
Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun)
Parte 4: Arranjo e Procedimento
Parte 5: Discriminação para a Comida
Parte 6: Respeitar a Comida

Anúncios

4 Respostas to “Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun) – 3”

  1. Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun) - 1 « Sanga Soto Zen Budista Águas da Compaixão Says:

    […] Recentes Refeição como Disc… em Refeição como Disciplina Esp…Refeição como Disc… em Refeição como Disciplina […]

    Curtir

  2. Repensando o Alimento « Sanga Soto Zen Budista Águas da Compaixão Says:

    […] o Aliment… em Refeição como Disciplina Esp…Refeição como Disc… em Refeição como Disciplina Esp…Refeição como Disc… em Refeição como Disciplina Esp…Refeição como Disc… […]

    Curtir

  3. Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun) - 2 « Sanga Soto Zen Budista Águas da Compaixão Says:

    […] Recentes Repensando o Aliment… em Refeição como Disciplina Esp…Refeição como Disc… em Refeição como Disciplina Esp…Repensando o Aliment… […]

    Curtir

  4. Refeição como Disciplina Espiritual (Lições do Tenzo Kyôkun) - 4 « Sanga Soto Zen Budista Águas da Compaixão Says:

    […] Texto introdutório, Repensando o Alimento Parte 1: O Caminho do homem que cozinha Parte 2: Os Efeitos espirituais do cozinhar Parte 3: Lavando o Arroz, Lavando o Coração […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: